principal  |   colunistas   |   Cleyton Cabral

Lápide

por Cleyton Cabral

 

Dar-te-ei

meus nervos

os tendões

cada articulação

(as dobrinhas dos dedos)

 

Dar-te-ei

as mãos

os braços

os abraços negados

 

Dar-te-ei

as noites a ver estrelas

os tickets de cinema

as rolhas de todos os vinhos

(safras muito ruins)

 

Dar-te-ei

o suor

as lágrimas

a porra mirrada

 

Dar-te-ei

um par de olhos

um par de orelhas

um par de narinas

a boca

a uretra

o cu

(os nove orifícios)

 

Dar-te-ei

a nuca perfumada

as covinhas das bochechas

os dentes amarelados de cigarro

o esterno

(aquele osso sobre o coração)

 

 

P.S. - Meu peito era travesseiro para receber teu peso e teu amor.

P.S. 2 - Por razão ou loucura, cobria meu peito pro mundo e descobria só para ti.

 

Coluna Da cabeça ao cóccix

CLEYTON CABRAL
publicitário e ator

 

  Voltar à página inicial

A CASA É SUA

Um quê de Almodóvar

Inventário

Sobre asas

CVV

Nossos corpos no reflexo da tevê

Todo poderoso

Lápide

Repeat

Buraco do coração

Romance

Longa

CRIANÇAS

TRILOGIA ABUSO

Lado A e Lado B


Flash player required!






Banner

Banner




quem somosfale conoscoportfoliolinksclipagemhotsites

Editores:

 Sennor Ramos, Raimundo de Moraes e Cida Pedrosa