principal  |   colunistas   |   Jomard Muniz de Britto

Essa Vontade de SER

Jomard Muniz de Brito, jmb 75

Essa vontade de experimentar uma soma
além dos sumos: 25 + 25 + 25.
É o amor que inventa o NOME ou a
memória (mais terna) do MUNDO?
Esse desejo de encarar incertezas do
tempo-espaço em abismos numerados.
Jomard, mas com o D mudo, não dito.
Por que "brasileiros não suportam tensões”
preferindo "acreditar que vivemos no melhor
dos mundos"?
Essa demanda por ser leitor de Alberto Dimes,

Arthur Carvalho, Arnaldo Jabor, Danuza Leão,
Fabiana Moraes, Paulo Carvalho.
Essa vontade de reinventar ZONA TÓRRIDA
para uma INcerta pintura do Nordeste
em chamas e chamariz?
Jomard, com D mudo, mas Muniz com Z.
Por que "o Brasil... ou qualquer outra região
são irredutíveis a monopólios da cor"?
Ou dos cortes sem rupturas?
Essa vontade de CORPORIFICAR ideias,
afetos, signos no IMAGINÁRIO das
FOR MA TI VI DA DES clarividentes?
Esse desejo de autossuperar
subjetivismos e normatividades.
Essa vontade TATUÍ de transtornar em
METALINGUAGEM os paradoxos da
cultura bancária em círculos experimentais
da culturação. Pelo X das questões.
Essa cruel demanda de ser idiota
das famílias sublimadoras de impasses
por uma Amazônia vilipendiada.
Esse desejo impaciente de arrebatar
as flores do estilo, pudores gramaticais,
tramas da linguagem em processo.
Sempre pela língua dos três pppês -
poesia, política, pedagogia - ainda melhor
pesquisadas por Antonio Edson Cadengue e
Igor de Almeida Silva.
Essa vontade de navegar mares do
SESC/PE para a USP.
Bra si li ri ca men te.
É o amor que inventaria nomes e
outras obras em dobras?
Recife, abril de 2012.
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

  Voltar à página inicial

CONFIGURAÇÕES: de setembro para outubro

BAHIA-PERNAMBUCO em CIRCUNVOLUÇÕES

QUEM TEM MEDO das PRAIAS?

ENTREVISTA IMAGINÁRIO-PERFORMATIVA de JMB com PAULO LEMINSKI

Escrevivendo ao MAR de A para Z

ORAÇÃO de JANEIRO ao ANO INTEIRO

TODAS AS COISAS ESTÃO CHEIAS DE DEUSES?

CARLOS FERNANDO por ele MESMO

PARA COMPREENDER OS ATENTADOS?

SE O MÊS CONTINUA SENDO O MAIS CRUEL

VERÔNICA no AZUL de todos NÓS

A POETICIDADE em O S0M AO REDOR

AQUELAS FOLIAS NÃO ME ILUDEM MAIS

DEZEMBRO EM DOZE IMPRECISÕES

de CARLOS DRUMMOND aos DRUMUNDANOS

PARA NÃO ESQUECERMOS MARIA JOSÉ LIMEIRA

Nenhum arRECIFE pode ser QUINTAL.

Por QUEM escreveremos poemas de amor?

23 Possibilidades na língua dos PPPês

PODER, POESIA e (ainda) EGOLOMBRISMO

eNEM de todos exames na INTERPOÉTICA

Essa Vontade de SER

EM BUSCA da DELICADEZA PERDIDA

REDOBRANDO outros CARNAVAIS

ENTREVEROS dentro e fora da INTERPOÉTICA

DEIDADES pelo INTEIRO AM BI EN TE

MISTÉRIOS de DEZEMBRO

TROCAR o Face a Face pelo Facebook?

ZERANDO A REZA

NOTICIÁRIO SOCIOCULTURAL por um setentonto incorrigível

COMO DIRIA O MULTI(POP)POETA

JOGOS de SEDUÇÃO da CRÍTICA CULTURAL

A PROEZIA DOS ALTERNATIVOS?

SOCIABILIDADES na INTERPOÉTICA

NOTICIÁRIO na INTERPOÉTICA

INTERROGAÇÕES pelos labirintos da INTERPOÉTICA

QUERO NÃO: queremos muito mais

FOLIAS NA e DA PERNAMBUCANAGEM

À MARGEM DA MARGEM, AUGUSTO em OITENTAÇÃO

Mensagens & MASSAGENS em 2011 perspectivas

INTERPOÉTICA no ENTRELUGAR da NOSTALGIA

INTERPOÉTICA no TEMPORAL das ELEIÇÕES

RELATOS & MIRAGENS d'A CASA DO POETA

INDAGAÇÕES de um SETENTONTO

DEZ GOSTOS para qualquer POEMAÇÃO


Flash player required!






Banner

Banner




quem somosfale conoscoportfoliolinksclipagemhotsites

Editores:

 Sennor Ramos, Raimundo de Moraes e Cida Pedrosa