principal  |   poesia   |   perfis

Dione Barreto

 

Dione Gomes Barreto nasceu em 1955 em Campina Grande, Paraíba e está radicada no Recife desde 1977. Poeta, gestora cultural e psicóloga de orientação junguiana. Funcionária pública federal da Fundação Joaquim Nabuco desde 1986. Durante quase três décadas, atuou na vida cultural do Recife. Foi a primeira mulher presidenta da União Brasileira de Escritores/PE no biênio 1993/1994, antes disso participou das gestões de Paulo Cavalcanti, Nagib Jorge Neto e Frederico Pernambucano de Mello, com atuação no Conselho Fiscal, Secretaria Geral e vice-presidenta. Na sua gestão realizaram-se os projetos de edição da Revista 58, criação de núcleos da UBE no interior de Pernambuco e entrega à comunidade literária da sede atual da UBE. De 1995 a 2000 foi vice-presidenta e Presidenta do Conselho Municipal de Cultura do Recife. Nessa gestão, foi discutido e apresentado o projeto de Lei que criou o Sistema de Incentivo à Cultura do Município, tendo sido responsável pela coordenação do processo de regulamentação e implantação da legislação. Participou ativamente de encontros pioneiros para discussão da política cultural do Recife e de Pernambuco, entre eles: I Encontro de Política Cultural para a Cidade do Recife; II Congresso Nacional de Escritores (S.Paulo/1984) com a elaboração e entrega da Carta de Olinda; I Congresso de Escritores do Nordeste (organização) e do I Encontro Estadual de Escritores Independentes. Em 1988 o livro Do Amor e Suas Perversidades recebeu menção honrosa no Prêmio Mauro Mota de Poesia. Foi co-editora do jornal alternativoCONTágil (1983 a 1985), juntamente com Manuzé e Lítero Pessimista (um único número), com Francisco Espinhara. Participou do grupo de poesia falada CENABERTA, juntamente com os poetas Vernaide Wanderley, Manuzé e G. Vieira, apresentando o espetáculo SOMOS VÁRIOS DA MESMA ESPÉCIE, dirigido por Antonio Cadengue; participou da mobilização literária dos Poetas do Pátio de S. Pedro; realizou sua primeira exposição de poster-poemas (1983), sob o título POESIA, UMA PAIXÃO QUE SE EXPÕE no bar Depois do Escuro, local que abrigava recitais na década de 1980 e da I exposição coletiva de poster-poema (1984) sob o título América Erótica e Virgem, organizada pelo poeta Hector Pellizzi, no Gabinete Português de Leitura. Dione sempre foi uma recitante. Iniciou nos palcos do Colégio Estadual de Campina Grande, bares e espaços culturais de João Pessoa e trouxe esta boa prática para as ruas, praças e livrarias do Recife e de Pernambuco, levando posteriormente sua récita para São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e demais cidades do Norte e Nordeste. Tem poemas publicados nos grandes jornais de Pernambuco e em jornais alternativos de todos os formatos e cores. Atualmente vem se dedicando ao estudo dos arquétipos e dos mitos gregos, tendo publicado artigo sobre o Sermão do Espírito Santo, de Padre Antonio Vieira e sobre o mito de Hermes na Odisséia de Homero.

 

Livros:
CÍRCULO VAZIO - Edição da autora, Campina Grande, 1973;
FEITIÇO DO SILÊNCIO - Edição da autora, Recife, 1984; 
DO AMOR E SUAS PERVERSIDADES - CEPE, Recife, 1989;
DESIGUAIS - editora 20-20, Recife, 1995.

Participação em coletânaes:
Poesia Viva do Recife (organizada por Juareiz Correya) - CEPE, Recife, 1986;
Movimento de Escritores Independentes de Pernambuco 1980/1988 (organizada por Francisco Espinhara) – Edição do Autor, 2000;
Corpo Lunar, Antologia Poética (organizada por Edileusa da Rocha) – Sistema de Incentivo à Cultura Lei 16.215/96, Recife 2002; 
Retratos - a Poesia Feminina Contemporânea em Pernambuco (organização Elizabeth Siqueira) - Edições Bagaço, 2004;
Pernambuco, terra da poesia (organizadores Antônio Campos e Cláudia Cordeiro) – IMC, 2005

 

contato da poeta
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

  Voltar à página inicial

Alberto da Cunha Melo

Alberto Oliveira

Aldo Lins

Aline Andrade

Allan Sales

Almir Castro Barros

Altair Leal

André Cervinskis

André Luiz de Castro

Antonio Marinho

Arnaldo Tobias

Beatriz Passos

Bernadete Serpa Lopes

Bruno Candéas

Carlos Carlos

Carlos Maia

Celso Mesquita

Chicão

Chicão (Francisco Trindade)

Chico Pedrosa

Cícero Melo

Clóvis Campêlo

Cristiano Jerônimo

Davi Souza

Davi Teixeira

Dione Barreto

Eduardo Martins

Edvaldo Bronzeado

Elizabeth Hazin

Emílio Vasconcelos

Erickson Luna

Ermírio

Ésio Rafael

Fábio Andrade

Fátima Ferreira

Fernando Chile

França

Francisco Espinhara

G. Vieira

Geraldino Brasil

Gerusa Leal

Glauco Guimarães

Graça Graúna

Greg Marinho

Haidée Camelo

Héctor Pellizzi

Helder Herik

Iran Gama

Ivan Marinho

Ivon Rabêlo

Jailson Marroquim

Jaime Marcelino

Jayme Benvenuto

Joca de Oliveira

Joel Marcos

Jomard Muniz de Britto

Jorge Filó

Jorge Lopes

José Evangelista

José Honório da Silva

José Maria Marques

José Terra

Josessandro Andrade

Juareiz Correya

Julia Larré

Jussara Salazar

Kerlle de Magalhães

Lala Modesto

Lara

Lourival Batista

Luciana Rabelo

Lúcio Ferreira

Luiz Carlos Monteiro

Malungo

Manoel Constantino

Manoel Filó

Marcelo Pereira

Márcia Maia

Marcílio Medeiros

Márcio d'Oliveira

Marcos D'Morais

Marcos Passos

Maria da Paz Ribeiro Dantas

Marilena de Castro

Maviael Melo

Meca Moreno

Miró

Nivaldo Lemos

Paulo Azevedo Chaves

Paulo Dunga

Paulo Gervais

Pedro Américo de Farias

Regina Carvalho

Ribeiro Halves

Robson Sampaio

Rodrigo Cortez

Rogério Generoso

Rosangela Maria Ferraz Dutra

Samantha Medina

Samuca Santos

Selma Ratis

Sérgio Leandro

Severino Filgueira

Silvana Menezes

Silvio Hansen

Susana Morais

Tarciana Portella

Telma Brilhante

Toninho D'Olinda

Valmir Jordão

Virgínia Barbosa Leal

Wellington de Melo

Wilson Araújo de Sousa

Wilson Freire

Wilson Vieira

Zeto

Zizo


Flash player required!






Banner

Banner




quem somosfale conoscoportfoliolinksclipagemhotsites

Editores:

 Sennor Ramos, Raimundo de Moraes e Cida Pedrosa