POETAS NA REDE
A sombra e a luz
por Raimundo de Moraes
 
 
ESPECIAIS
O véu do dia e nossos "eus"
por Clécio Rimas
 
 
POETAS NA REDE
  Sortilégios de Ivan Marinho
por Mário Hélio

 

ENTREVISTA
  Maria Alice Amorim
por Elisabet Gonçalves


CARDÁPIO DE POESIA
  João José Batista Filho
  

CORDA VIRTUAL


A poesia é a teia

Que tece essa linhagem

No Pajeú é voragem

Que consome e enleia

É o facho que norteia

Esse torrão ressecado

De verso abençoado

E pela água benzido

Pois a vida tem sentido

Num rio metrificado


Cida Pedrosa

Participe desta corda



Confins  - Grupo Sagaranna

escute mais

SEM FRANCISCO

Onde houver fé
Que eu leve à dúvida

              Ivan Marinho 

 

  

 Colunistas

  Alexandre Furtado O melhor da receita   Alexandre Furtado Literatura e teatro
     Alexandre Furtado

      Cícero Belmar  

  Esse livro é um lampião de vaga-lumes   A CASA É SUA
      Cida Pedrosa

      Cleyton Cabral  

  O que você sabe sobre as Carrancas do Rio São Francisco?   PIPA NO CÉU
      Elisabet Gonçalves

      Flávia Gomes 

  Alexandre Furtado O filósofo das imagens   Clique aqui para ler
      Geórgia Alves

     João Gomes 

  Alexandre Furtado CONFIGURAÇÕES: de setembro para outubro   Oxente, my boy
      Jomard Muniz       

      Lucia Moura 

  outras direcções   ESSA BUNDA É UM PATRIMÔNIO 
      Maria Alice Amorim 
       Meg Merlin


A FÁBULA DISSONANTE DE DELMO MONTENEGRO

por Cláudio Daniel

Recife no hay, de Delmo Montenegro (Recife: Companhia Editora de Pernambuco, 2013), uma das obras vencedoras do I Prêmio Pernambuco de Literatura, é o terceiro título publicado do autor, que lançou também Os jogadores de cartas, em 2003, e Ciao cadáver, em 2005.

Leia mais...


Ignácio de Loyola Brandão fala sobre seu livro "Zero"
na V Mostra Sesc de Literatura Contemporânea


                                        
Flash player required!






Banner

Banner




quem somosfale conoscoportfoliolinksclipagemhotsites

Editores:

 Sennor Ramos, Raimundo de Moraes e Cida Pedrosa